NELSOND

Edições

RFM

2020

Quando se pensa em Grandes Músicas, pensa-se na RFM. Um namoro que dura há 33 anos, sempre com o foco na felicidade dos ouvintes, em todos os momentos. No confinamento, a RFM foi ouvida, regularmente, por três milhões de portugueses, sempre à escuta de novidades disruptivas, inovação constante e a familiaridade de sempre. Com a RFM, Portugal está em casa.

RFM
valores da marca

Humanização, Proximidade, Inovação e Consciência são os valores que definem a Marca RFM e que lhe permitem, hoje, abrir as portas do Futuro.

A RFM está próxima e está presente, aconteça o que acontecer, e o confinamento imposto pela crise da COVID-19 veio confirmar isso mesmo. Com três milhões de ouvintes regulares antes da crise pandémica, a RFM conseguiu manter o número de ouvintes durante o período de confinamento, mesmo quando se sabe que o automóvel é o ambiente privilegiado para ouvir rádio. Mas para conseguir tal feito, não bastou estar próxima. A Marca acredita que a verdadeira proximidade é aquela que se alia à inovação, porque as audiências e as sociedades mudam muito rapidamente. Para as acompanhar, há que estar no presente com os dois pés no futuro.
E a RFM tem a melhor ferramenta para o fazer: o seu capital humano.

produtos e desenvolvimentos futuros

Falar do futuro de uma Marca em 2020, sem falar do confinamento e da COVID-19 é praticamente impossível. Este ano foi para as Marcas uma espécie de prova do algodão. A resistência e robustez de anos, a qualidade garantida por uma equipa que tudo faz por amor à camisola e ao seu público, a capacidade de olhar para o presente e a inovação de quem já está a viver o futuro fazem da RFM uma das únicas Marcas capaz de ultrapassar os enormes desafios que vivemos.

A criatividade, inovação e disrupção que a RFM trouxe à rádio e aos seus ouvintes durante o confinamento, vieram para ficar. Consciente de que não se pode passar por um acontecimento destes sem daí retirar aprendizagens, a RFM está já no futuro, sabendo que ele é mais portátil, digital e imersivo do que nunca. Assim, a Antena colocou toda a sua equipa a fazer emissões a partir de casa, numa operação sem precedentes na história da rádio, e foi a primeira a fazer streaming para o Facebook Live. A corrida de caracóis do Café da Manhã para o Facebook Live da RFM foi um momento único: espontaneidade e humor, de portas abertas para os ouvintes. 

Acreditando que não se pode voltar atrás neste caminho, a RFM continua a fazer conteúdos adaptados ao meio digital, como é o caso dos Wi-Fi da RFM, com figuras como Carolina Patrocínio, Ângelo Rodrigues ou Pedro Abrunhosa a serem entrevistadas nas suas próprias casas, a partir das casas de Joana Cruz, Rodrigo Gomes e Daniel Fontoura.  

A App da RFM tem tido também um importante papel de ponte entre a Antena e a mobilidade dos seus ouvintes, levando a RFM para além dos limites do carro. As notificações que os ouvintes recebem, por exemplo, com dicas sobre passatempos em antena, como o vibrante jogo Que Barulho é Este na RFM, são um exemplo disso mesmo.

Agarrando em força o digital, tornando-o um aliado cada vez mais forte para o futuro, a RFM não esquece que a rádio é contacto real e é também música. Num verão sem festivais e consciente da sede dos portugueses por música ao vivo, a RFM criou a RFM Feeling Good Rolling Van e percorreu as ruas das principais cidades do País, com o DJ RFM numa carrinha a dar música por onde passava. O RFM Sem Palheta Drive In foi outro caso de sucesso, que levou para a esplanada da RFM os seus melhores fãs, dentro dos próprios carros, para assistirem, em segurança, a concertos de artistas como os D.A.M.A., Fernando Daniel, David Carreira ou Anjos. 

Saber olhar para as necessidades dos ouvintes e oferecer-lhes experiências cada vez mais imersivas, é uma das conquistas da RFM.
Num verão onde quase ninguém pôde sair do País e onde o turismo interno ganhou relevância, a RFM fez-se à estrada e foi fazer a mítica Estrada Nacional 2, de Chaves a Faro. Dez dias em dez municípios, com emissões ao vivo e concertos, que colocaram o interior do País no centro dos eventos. Uma ação que assumiu grande relevância para o turismo, cumprindo o seu maior desígnio: ir ao encontro dos ouvintes, onde quer que eles estejam.

mercado

2020 mostrou que o mercado exige criatividade, mobilidade, portabilidade, capacidade de adaptação e digitalização. No confinamento, a RFM deu provas de tudo isto, com uma importante caraterística diferenciadora: a sua proximidade e capacidade de emocionar os seus ouvintes.

Através do meio digital, a RFM está hoje a competir no mercado global, com uma linguagem universal: a música, aliada a uma profunda compreensão do que emociona as audiências.

COMUNICAÇÃO

Saber como apaixonar os ouvintes é determinante para a estratégia de comunicação da RFM. Fazer as audiências sentirem-se parte de algo é muito notório, por exemplo, no Café da Manhã com Pedro Fernandes, Mariana Alvim, Luís Franco-Bastos, Salvador Martinha e Duarte Pita Negrão – que todos os dias convidam os ouvintes a juntarem-se ao grupo. Os animadores da RFM são amplamente reconhecidos pelos portugueses e "fazem parte da casa". A família RFM está sempre lá, em antena, nos eventos, nos concertos, nos meios digitais, em todos os momentos, pronta a apaixonar gerações.

vantagens competitivas

Reconhecida, desde sempre, como parte da vida dos portugueses, a RFM materializa esta confiança nos prestigiados prémios recebidos em 2020: distinguida pela Superbrands, mais uma vez, como Marca de Excelência em Portugal; eleita a Marca de Média com Melhor Reputação em Portugal, pelo estudo Global RepScore 2020 da On Strategy; reconhecida, pelo quarto ano consecutivo, como Escolha do Consumidor nas categorias de Rádio e Entretenimento, Rádio Jovem e Festivais de Música Não Urbanos, com o seu festival RFM SOMNII. Ganhou ainda o Prémio 5 Estrelas, na categoria de Rádio de Entretenimento, pelo terceiro ano consecutivo.

RFM
sabia que?

Durante o confinamento, e para fazer face à crise da COVID-19, a RFM colocou toda a equipa a fazer rádio a partir de casa. Foi a primeira Antena em Portugal a fazer streaming das emissões do seu Programa da Manhã, com conteúdos criados especificamente para os meios digitais.

Consciente da dificuldade de muitos pais em conciliarem o teletrabalho com os filhos pequenos em casa, a RFM criou um podcast de Histórias de Embalar, contadas pelos seus animadores.

A Rádio animou o confinamento com músicas que se tornaram virais, em momentos-chave para os portugueses, como a música do Dia do Pai, totalmente gravada, em simultâneo, a partir da casa de Joana Cruz, Rodrigo Gomes e Daniel Fontoura.

A RFM desafiou os seus ouvintes a fazerem parte do videoclip Guardiões da Vida, que Matias Damásio criou para homenagear os profissionais na linha da frente no combate à COVID-19. Com as receitas desta música, o artista e a RFM ajudaram a Re-food a distribuir milhares de refeições.

Apercebendo-se da perda de rendimento de muitas pessoas durante o confinamento, a RFM criou formas de ajudar ainda mais os portugueses: a iniciativa Que barulho é Este na RFM voltou numa versão feita a partir de casa, e o Super Jogo Rádio DáDá, uma iniciativa do Grupo Renascença Multimédia, permitiu oferecer 57 mil euros aos ouvintes.

contactos

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.